Anticoncepcionais. Qual o melhor?

Dúvidas sobre o melhor anticoncepcional? A Dra Juliana Amato, ginecologista e obstetra do instituto Amato (www.amato.com.br) fala sobre os melhores anticoncepcionais existentes.

— transcrição —

Olá meu nome é Juliana Amato sou ginecologista obstetra do Instituto Amato e hoje a gente vai conversar um pouquinho sobre anticoncepcionais. Então qual é o anticoncepcional ideal? não existe o anticoncepcional ideal para todo mundo. O uso do anticoncepcional tem que ser avaliado de acordo com cada mulher. Tem mulheres que o anticoncepcional oral de alta dosagem é mais indicado. Outras que não têm indicação de anticoncepcional oral e sim de um dispositivo intra-uterino (DIU) ou de um dispositivo intradérmico. Então tem que ser muito avaliado de acordo com as características de cada mulher, de acordo com seus hábitos diários, seus hábitos de vida e suas atividades físicas também de acordo com seus antecedentes clínicos, ou seja, se for uma mulher que tenha risco de trombofilia já não é indicado usar anticoncepcional oral, porque ele aumenta o risco de ele aumenta o risco de trombose tanto trombose nos vasos das pernas como trombose cerebral, pode ser trombose dos vasos. A trombose ela pode ocorrer em qualquer lugar do corpo. Não é comum só de pernas. Mas a gente tem muito trombose renal, trombose de veia hepática. Então em pacientes com antecedentes de trombofilia, o ideal é que não se use anticoncepcional hormonal. O ideal para essas pacientes e que elas utilizem um dispositivo intra-uterino de cobre ou de prata que não tem hormônio. E aí ela só tem ação física da anticoncepção mas é 90% seguro. Pacientes que têm o mioma que tem muito sangramento. Pacientes que têm endometriose. Aí o ideal já é o anticoncepcional oral ou anticoncepcional aonde suspenda essa menstruação. A mulher ela não menstrua e com isso não tem o crescimento de nódulos e o crescimento da doença da endometriose. Mas também da endometriose pode ser usado o dispositivo intra-uterino hormonal aonde ele previne não só pela ação física, pela presença do DIU, também pela ação hormonal onde esse hormônio não vai deixar que ela menstrue. Ou seja, não vai ter aquele ciclo de hormônios no organismo, aquele ciclo menstrual hormonal e essa doença não avança. O que é ideal para adolescentes? Eu recebo muito no consultório adolescentes que vêm para anticoncepção pela primeira vez e quer saber se o ideal para ela é um DIU ou se o ideal é um anticoncepcional hormonal. Primeiro, eu acho interessante sempre fazer uma avaliação dessa paciente tanto hormonal, para pra gente ver como que estão seus hormônios ativos. Como fazer uma avaliação dos antecedentes que ela possa ter de doenças familiares, ou seja, se ela pode ter o risco de trombofilia se ela tem casos de trombose na família, presença de manchas no rosto para evitar o aparecimento de melasma e com isso eu sempre indico para uma adolescente, após essa avaliação: ou uso de anticoncepcional hormonal de baixa dosagem ou uso de um diu não hormonal. E para as mulheres de mais idade, depois que tem filhos, o que é o ideal? Eu acho mais cômodo pela vida agitada da mulher que já tem filhos, trabalha, não tem muito tempo de pensar nas coisas pra si, pois já tem outras pessoas para tomar conta é a colocação de um DIU hormonal ou não hormonal ou de um dispositivo intradérmico pois assim ela não vai ter que se preocupar em todos os dias ter que tomar um comprimido então a indicação do anticoncepcional ela varia muito. O ideal é que você converse com seu ginecologista e entrem em acordo qual é o ideal para você. Se você gostou do nosso vídeo inscreva-se no nosso canal dê o seu like, e ative Sininho de notificações para receber vídeos novos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *