Tratamentos de alta complexidade na reprodução humana. FIV.

Dificuldade para ter um bebê? Já tentou de tudo e não consegue? Talvez seja necessário o uso das modernas técnicas de fertilização. Dra Juliana Amato, ginecologista do Instituto Amato (www.amato.com.br), fala sobre as técnicas de alta complexidade no tratamento da infertilidade.

— transcrição —

Olá meu nome é Juliana Amato, sou ginecologista e obstetra do Instituto Amato e hoje nós vamos conversar um pouco sobre os tratamentos de alta complexidade em reprodução assistida. E o que consiste nesse tratamento? Esse tratamento consiste na fertilização in vitro com a técnica de ICSI que é injeção intra citoplasmática de espermatozoides ou a fertilização in vitro convencional. Qual que é a diferença desses dois procedimentos? A fertilização in vitro convencional é realizada com a colocação do sêmen do espermatozoide na placa de Petri junto com o óvulo e essa fertilização ocorre sem nenhuma interferência de quem está fazendo essa fertilização (do biólogo). A fertilização in vitro pelo método de ICSI é realizado uma injeção dentro do óvulo para injetar o espermatozoide lá dentro. Então são duas técnicas de fertilização mas cada uma tem uma indicação específica. E para quem é indicado a fertilização in vitro? Então é indicado para pacientes que estão há muito tempo tentando engravidar que já tentaram outros tratamentos anteriores e não obtiveram sucesso. Para mulheres maiores de 35 anos que tem um problema tubáreo, uma obstrução tubárea e não é possível uma gravidez natural, e para pacientes também casais aonde tem algum problema de azoospermia oligoespermia no homem. O que é isso? É uma baixa produção de espermatozoide ou esse homem ele não tem uma produção adequada de espermatozoides e essa produção pode estar até zerado. Como é realizado a fertilização in vitro? Então é realizada uma estimulação da ovulação com medicações injetáveis de 10 a 12 dias para que se consiga estimular o crescimento dos folículos que foram pré determinados no início do ciclo. Aqui em fertilização in vitro. Diferentemente de uma inseminação artificial, essa indução da ovulação é feita para que cresçam vários folículos e não somente um. Essa indução da ovulação ela demora mais ou menos de 10 a 12 dias quando os folículos eles já estão num tamanho adequado para deflagrar a ovulação é realizada uma nova medicação que vai fazer essa ovulação ocorrer 36 horas depois. Depois dessas 36 horas esses óvulos são retirados. A mulher toma uma sedação uma anestesia ele é retirado através de uma aspiração folicular guiada por ultrassom e no mesmo dia o homem colhe o seu sêmen no laboratório e esse sêmen é utilizado para fertilizar esses óvulos retirados da mulher. O tratamento todo entre estimulação da ovulação a retirada dos óvulos e a recolocação do embrião dura aproximadamente de 10 a 15 dias depois que se retirou esses óvulos e se fertilizou em laboratório. Esse embrião ele fica sendo observado pela bióloga em laboratório e no terceiro dia ele é classificado como um embrião bom, ruim ou regular e a partir daí, De acordo com o médico, esse embrião já pode ser transferido para dentro do útero. Após 12 dias da transferência do embrião pode ser realizado um beta hCG para saber se essa gravidez foi para frente ou seja se o procedimento deu certo. Muitas pessoas me perguntam quais as chances da fertilização in vitro dar certo de uma primeira vez?. É muito difícil responder essa pergunta porque cada casal é um casal. Tem um problema diferente de infertilidade. Então a gente não tem como falar generalizado uma possibilidade de gravidez nesse tratamento. Então o ideal é que você converse com seu médico e a partir do diagnóstico feito por ele, Você ter uma noção melhor da probabilidade de gravidez no procedimento para o seu caso. Se você gostou do nosso vídeo se inscreva no canal. De o seu like, ative o sininho de notificação para receber mais vídeos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *