Relação entre idade e fertilidade. Gerando bebês na hora certa.

Conforme a mulher ultrapassa os 30 anos, e especialmente os 35 anos, a fertilidade diminui de forma importante. Existem também riscos relacionados à gestação, como aborto espontâneo, complicações da gravidez e doenças como a síndrome de Down aumentam de forma significativa. Nesse vídeo Dra. Juliana Amato (CRM 106072 RTE 082356) explica em detalhes, como a idade afeta negativamente a fertilidade da mulher.

Veja mais aqui: https://fertilidade.org/content/idade-e-fertilidade-feminina

— transcrição —
Meu nome é a doutora Juliana Amato e nós vamos conversar hoje sobre a relação da fertilidade com a idade da mulher e sabemos muito bem que a mulher ela nasce com um número de óvulos pré definidos e que ao longo do tempo ela vai gastando esses óvulos. Ela nasce com cerca de cinco milhões de óvulos quando ela entra na anarquia ou seja na sua primeira menstruação. A cada mês ela tem a sua população e ela vai gastando esses óvulos.
Cerca de 35 anos, essa fertilidade essa quantidade de óvulos já está diminuída, mais da metade e por isso que nós dizemos que as mulheres a idade ideal para a mulher engravidar é até os 35 anos. A chance normal de uma mulher engravidar que ela não tem nenhum problema de saúde nem o marido e cerca de 20% ao mês. É uma porcentagem, se nós formos pensar, até baixa. Mas depois dos 35 anos ela abaixa mais ainda então cerca de 50% das mulheres com mais de 35 anos já têm uma dificuldade para engravidar em uma chance de engravidar de cerca de 10 a 15 por cento ao mês.
Como homem é diferente. Nós vemos aí homens com 60-70 anos tendo filhos. A gente tem uma diminuição da qualidade dos espermatozoides a partir dos 47 anos mas ele continua sua produção ao longo da vida.
As mulheres hoje em dia têm filhos mais tarde. Em uma maternidade aqui de São Paulo foi feito uma pesquisa e a média das pacientes que entram na maternidade para ter o primeiro filho é cerca de 34,4 anos. Isso era antigamente as mulheres elas tinham filhos. Na faixa dos 20 aos 30. Na atualidade essas mulheres pensam em ter filhos a partir dos 33-34. A realidade da mulher mudou. Ela estuda mais, ela quer fazer uma pós graduação, ela está forte no mercado de trabalho, ela tem chances de procurar/alcançar outros objetivos. Então os filhos ficam em segundo plano. Elas casam mais tarde. Elas pensam em formar uma família mais estável e com isso a gravidez ela pode ficar prejudicada nesse quesito. Eu costumo dizer que assim. Nunca existe a hora ideal para você ter seus filhos. Nunca a gente pensa que agora é a minha hora de ter filhos. Não porque às vezes você está estudando se você está trabalhando. às vezes você não tem um parceiro ideal. A mulher ela tem que ter em mente que com 35 anos essa fertilidade vai abaixar. Com isso ela tem que planejar o seu futuro. Ou seja, se ela tem o desejo de engravidar de ter filhos na sua vida, esse planejamento pode ser feito até antes dela ter parceiro. Dela estar casada… Hoje em dia o que fazemos é manter o congelamento de óvulos e como ele é feito? O congelamento de óvulos é um estímulo para que a gente faça medicações. Esse estímulo ovariano vai recrutar vários óvulos e a gente retira esses óvulos e congela em laboratório. A idade do congelamento é a idade que esses óvulos vão ter dias congelados. Por exemplo se uma pessoa ela congelar óvulos com 34 anos.
E chega com 40 anos e quer engravidar ela vai descongelar os óvulos dela vai usar esses óvulos para fertilizar com o sêmen do marido ou namorado e esses óvulos que vão ter a idade do congelamento ou seja ele não vai sofrer as ações do tempo não vai ser um alvo envelhecido ele não vai ser um óvulo que pode carregar algum problema para esse bebê. Por exemplo, uma cromossomopatia que a gente vê que com a idade da mulher a idade do óvulo aumenta a chance de uma gravidez com algum tipo de síndrome como Síndrome de Down por exemplo que é a mais comum com o congelamento de óvulos. Ele protege a mulher na sua fertilidade e diminui a chance de alguma cromossomopatia numa gravidez mais tardia. É lógico que pacientes mais jovens podem ter alguns podem ter um filho com síndrome de Down podem com alguma outra síndrome.
Mas é comum nas mulheres mais velhas é mais comum nas mulheres mais velhas a incidência aumenta com a idade. Depois dos 40 anos ela fica muito mais evidente.
Se você curtiu esse vídeo se inscreva no nosso canal. Deixe seu like, comente abaixo e ative sininho de notificação para você receber mais vídeos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *