Mastalgia: dor nas mamas

Mastalgia significa dor nos seios. Essa dor pode ser cíclica, associada a o ciclo menstrual. ou não. A Dra. Priscila Santos (CRM 128956), mastologista, do Instituto Amato explica no vídeo mais detalhes sobre a causa dessa dor.

**transcricao***
Olá, eu sou Priscila Santos, médica mastologista do Instituto Amato, hoje nós vamos falar um pouco sobre dor mamária ou mastalgia. A dor mamária é uma das queixas mais comuns no consultório, não é para menos, cerca de 70% das mulheres vão apresentar essa queixa ao longo da vida, ela é mais comum no menacme, ou seja, no período em que a mulher menstrua, entre a primeira menstruação e a menopausa, é fonte de grande angústia e ansiedade entre as pacientes principalmente pelo medo de câncer, mas é importante salientar que a dor raramente é um sintoma de câncer de mama. A mastalgia ou dor mamária pode ser dividida em cíclica ou acíclica. A mastalgia cíclica está relacionada ao período menstrual, tende a ocorrer entre dois a sete dias antes da menstruação e a se resolver espontaneamente com o advento da mesma, ela ocorre geralmente nesse período devido ao predomínio do hormônio progesterona que causa as alterações que dão um aumento do volume das mamas e a sensação de peso. A mastalgia acíclica não está relacionado ao período menstrual, ela tende a ocorrer em mulheres já numa faixa etária mais próxima a menopausa entre quarenta e cinquenta anos e geralmente está relacionada a alguma outra doença, tais como cistos ou mastites. A dor mamária pode ser extramamária também, ou seja, ela pode se iniciar em outro lugar e refletir para mama, um lugar muito comum e a parede toráxica, então dor muscular, dor nas costelas ou até dores com origem nervosa podem dar sintomas de dor mamária. Além disso algumas medicações também podem causar dor mamária tais como anticoncepcionais orais, algumas terapias de reposição hormonal e alguns antidepressivos. O tratamento da dor mamária raramente envolve o uso de medicação geralmente consiste inicialmente em orientação da paciente, explicação sobre as origens da dor, a sua não relação com câncer de mama e medidas comportamentais tais como uso de sutiãs com suporte adequado, de tamanho adequado, técnicas de relaxamento, até mesmo acupuntura. O estresse também contribui para a piora da dor mamária. Medicações somente em casos de exceção, se você tiver dúvidas procure seu mastologista para tirar maiores dúvidas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *