Drenagem linfatica no lipedema?

Dr Alexandre Amato, cirurgião vascular, explica porque é necessário a drenagem linfática no lipedema, se a doença é no tecido gorduroso e não no linfático. #junholipedema

— transcrição–
[00:00:00] Olá, sou Dr. Alexandre Amato, cirurgião vascular, do Instituto Amato e hoje eu vou responder uma pergunta que me fazem: porquê que há a necessidade da drenagem linfática ou do tratamento linfático no lipedema, se o lipedema é uma doença da gordura e não uma doença dos vasos linfáticos. Bom essa é uma pergunta bem pertinente e cabe aqui uma explicação porque são sistemas completamente diferentes o sistema linfático do tecido gorduroso. Mas eles estão associados: O lipedema é diferente do linfedema. O Linfedema é uma doença essencialmente do sistema linfático. Quando ocorre uma obstrução, uma retenção dessa linfa, ocorre um inchaço das pernas e esse linfedema então pode ser tratado com drenagem linfática; mas no lipedema que é a doença do tecido gorduroso; há nas fases iniciais principalmente no estágio 1 2 e 3 uma lentificação do sistema linfático. Não há uma obstrução. Não há um dano do sistema linfático tanto que se fizer algum exame como linfocintilografia ou algum exame próprio do sistema linfático pode não mostrar nada ou se for um exame bem feito ele pode mostrar uma lentificação desse sistema. Então a drenagem linfática ou as terapias de compressão; todas visando uma melhora do retorno linfático nas fases 1 2 e 3 do lipedema visam evitar a progressão da doença. Agora na fase 4 do lipedema: essa fase é até chamada de lipo lipedema, porque existe o comprometimento linfático bem definido associado ao comprometimento do tecido gorduroso. Então nas fases iniciais a sugestão, a orientação da drenagem linfática visa evitar a progressão da doença; mas na fase 4 já visa o tratamento. Então a drenagem linfática é somente um dos aspectos necessários no tratamento clínico do lipedema. Outras sugestões seriam a plataforma vibratória que ela estimula o retorno linfático; exercício aumentando o tônus da musculatura e o uso da musculatura como bomba para impulsionar essa linfa de volta para onde ela deve. Mas também exercícios respiratórios de inspiração expiração. Existe a yoga linfática. Todas visam ensinar a respiração melhorando o retorno linfático. Então é por isso que a gente sugere a drenagem linfática numa doença do tecido gorduroso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *